Pesquisar

terça-feira, 10 de março de 2015

M-55 Geophysica

Myasishchev M-55 Geophysica
O Myasishchev M-55 Geophysica é um avião de pesquisas espaciais, derivado do interceptador soviético de balões estratosféricos M-17 de 1987. O Geophysica foi produzido entre 1993 a 1995, e de um total de 5 aviões, dois permanecem a serviço da Rússia, um deles, o 55204, está plenamente ativo e o 55203 (mais antigo) estocado em reserva.
*
Apesar de ser uma evolução surgida a partir de um avião militar, o M-55 é usado somente para pesquisa científica. Sua função é a captação de partículas e gases na estratosfera terrestre, não se comenta isso aqui no ocidente, mas o M-55 foi largamente utilizado em áreas polares para o monitoramento da camada de ozônio que protege a Terra.
*
Seu grande diferencial, se comparado aos outros aviões, é sua capacidade de executar vôos de cruzeiro a grande altitude. O teto de serviço desse avião chega a 21.500 m de altitude, enquanto o seu similar norte americano ER/TR-1 chega no máximo a 21.300 m. Dentre os aviões de combate, o teto máximo é do Mig-31, com 20.600 m de altitude, superior a qualquer outro caça ocidental. O M-55 fica atrás somente do avião de reconhecimento Mig-25R/RB, que atinge 24.400 m, com menos de uma hora de autonomia, já o M-55 pode executar tranquilamente patrulhas de 6:30 hs, para isso, a necessidade de utilizar trajes espaciais (imagem acima).
*
O M-55 se difere em desempenho de seu rival norte americano devido à utilização de dois motores (acima), ao invés de um no Lochkeed TR-1. Essa capacidade de voar alto lhe proporcionou a quebra de 15 records na História da Aviação.
*
Assim como o seu similar norte americano, o M-55 utiliza-se de uma maior sustentação do ar em detrimento de aerodinâmica, e assim consequentemente, com perda de velocidade. Apesar de não possuírem motores possantes, ambos, tanto o ER-1 norte americano como o M-55 russo, vão subindo gradativamente como planadores motorizados.
*
 Recentemente foi implantado nas costas do M-55 uma estranha "corcova" que abriga algum tipo de sensor, provavelmente uma câmera de observação espacial.
*
 Com a nova tendência mundial no uso de drones para pesquisas, é bem provável que esses dois M-55 Geophysica sejam desativados sem um sucessor similar.
***
Dados:
Comprimento: 22,87 m
Envergadura: 37,46 m
Altura: 4,80 m
Área de asa: 131,6 m²
Peso vazio: 13.955 kg
Peso operacional: 23.400 kg
Peso Máximo de decolagem: 23.800 kg
Capacidade de combustível interno: 8.300 kg
Motores: Dois Soloviev D-30V12, cada um com 93,192 KN de potência
Velocidade máxima: 750 k/m
Alcance: 4.965 km
Autonomia: 6:30hs
Teto operacional: 21.500 m
Teto máximo: 21.830 m
Corrida de decolagem: 900 m
Corrida de pouso: 780 m
Usuários: Governo Russo

Nenhum comentário:

Postar um comentário