Pesquisar

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

McDonnell Douglas F-4 Phantom II

O interceptador norte americano introduzido nos anos 60 foi o primeiro dentre todos os caças de 3° geração. O avião diferente dos demais, de grande porte e bem pesado, apareceu em uma época onde os caças eram todos pequenos. Sua função básica, abater seus adversários além do campo de visão do piloto e portar 8 mísseis, com o tempo suas funções foram ampliadas para uma variedade de missões, como anti-navio, reconhecimento, supressão de defesas, etc.
*
Sua estréia em combate não foi das melhores, pois ele enfrentou durante a Guerra do Vietnam aviões de uma geração anterior e até caças de 1° geração, como o MiG-17 soviético. Mesmo sendo um grande e possante avião, os Phantom obtiveram apenas 60% das vitórias para os Mig-21 (desenho acima), assim em meio a Guerra veio a ideía de substituí-lo, foram então desenvolvidos o F-14, o F-15 e o F-16.
*
Na estimativa norte americana, durante o conflito no Vietnam, 51 caças Phantom foram perdidos para 107 MiGs, sendo 33 MiG-17 de 1° geração, 8 MiG-19 e 66 MiG 21, ambos de 2° geração. As estimativas russas são diferentes, claro, apontando a vitória para o lado socialista, entretanto mesmo sabendo que os EUA também não são corretos em suas estimativas, pode-se considerar que o Phantom definitivamente não é um avião de combate corpo a corpo, assim ele deixou a USN em 1987, a USAF em 1990 da linha de frente, os USMC em 1992 e a Guarda Aérea Nacional (norte americana) em 1996.
*
 Acima um F-4 Phantom da USN e um Mig-23 da Líbia sobre o Golfo de Sidra em 1981.
*
Enfim discutir quem era melhor em combate não é a questão em si, mas sim a perda de 761 caças Phantom durante os 8 anos em que os EUA participaram do conflito. A partir da introdução dos caças de 4° geração, o F-14, o F-15 e o F-16, a produção dos Phantom não cessou como de todos outros caças americanos anteriores, ela continuou até 1981 para exportação, atingindo 5.195 unidades, sendo o recordista em produção dentre todos supersônicos norte americanos.
*
Dentre os países que ainda operam o Phantom temos:
*
Força Aérea Iraniana
O Irã ainda mantém 64 Phantoms da época em que mantinha relações com os EUA. Desses 60 são dos modelos D/E e 4 são RF-4E de reconhecimento.
*
Os Phantom iranianos foram modificados pela China e hoje podem transportar mísseis chineses ar ar e antinavio. Sua função principal na IRIAF é de um avião multifunção de ataque e interceptação.
*
Turquia
 A Turquia, vizinha do Irã, também possui seus Phantom, porém o modelo turco de combate foi modificado em Israel, é conhecido popularmente como Terminator 2020. Ao todo a Turquia utiliza hoje 49 F-4E Terminator 2020 e 15 RF-4 de reconhecimento.
*
O F-4E Terminator 2020 (acima) continua sendo um interceptador, com seus mísseis Sparrow e Sidewinder, porém seu novo radar lhe permite um melhor desempenho para ataque ao solo. Recentemente, logo no início das hostilidades na Síria, um RF-4 Phantom da Força Aérea Turca foi abatido em uma controversa missão, essa foi a última ação de um Phantom em combate real.
*
Coréia do Sul
A ROKAF, ou Royal Korean Air Force (Força Aérea da Coréia do Sul) utiliza hoje 69  F-4E como o da foto acima.
*
Grécia
 A Grécia mantém em 2015 um total de 34 F-4E Peace Icarus (foto acima), que pode disparar o AIM-120 AMRAAM e 12 RF-4E como o avião da foto abaixo:
*
O RF-4E é uma versão desarmada equipada para reconhecimento fotográfico.
*
Japão
O F-4EJ Kai da JSDF é um avião diferente dos Phantom tradicionais, pois foi construído no Japão para uso no Japão. O avião pode executar missões de interceptação, como os demais Phantoms, mas o Kai é equipado para bombardeio e ataque ao solo.
*
Egito
 A Força Aérea Egípcia tem 34 F-4E, porém não sei ao certo qual a atual camuflagem de seus Phantom, se é igual ao da foto acima ou o abaixo, com a deriva laranja.
*
Ambas fotos são antigas, pois na primeira aparece um Phantom da USAF e na segunda dois cargueiros C-141 Starlifter, dois aviões que a tempos deixaram a linha de frente na USAF.
*
Hoje o Phantom está sendo retirado e substituído por aeronaves menores e multifuncionais, mesmo assim ele ainda é um ícone da aviação de caça mundial, ele é um avião único, que nunca foi copiado e também não se assemelha a nenhum outro avião. Seu design é um clássico e ainda tem muitos fãs não só no mundo mas aqui no Brasil também. 
*
Abaixo segue a tabela comparativa de dados do F-4E Phantom com outros caças de função similar.
***

Nenhum comentário:

Postar um comentário