Pesquisar

sábado, 18 de outubro de 2014

Caças a jato de 1° geração

A 1° geração de caças a jato teve início com a entrada em serviço dos Messerschmitt Me 262 (foto acima) em 1944, ou seja, no final da 2° Guerra Mundial. A Alemanha Nazista foi o primeiro país em todo o mundo a utilizar-se de aviões a jato em combates aéreos.
*
O Heinkel He 162 Volksjäger (caça do povo), acima , foi o segundo avião a entrar em combate, logo no fim da guerra, em 1945. Sua concepção era simples, com um motor, assim como é hoje o super drone Global Hawk utilizado pela USAF.
*
Com o fim da 2° Guerra Mundial, a Alemanha havia produzido um total de 1430 Me-262 (acima) e 320 Heinkel Volksjäger, dando o início a primeira geração de caças a jato no mundo.
*
Pós guerra
Durante a 2° Guerra vários países como o Japão, a Inglaterra, os EUA e a URSS testaram aviões a jato, porém utilizaram-se pouco ou quase nada durante a guerra, um bom exemplo desses jatos de 1° geração é o famoso Gloster Meteor inglês (abaixo):
Esse Gloster Meteor fez parte da nossa querida FAB, ele serviu no Brasil entre 1953 a 1971.
*
URSS
Com a clara supremacia dos caças a jato nos combates aéreos sobre a Europa entre o fim de 1944 e início de 1945, a URSS foi forçada a desenvolver estranhos aviões de combate como o Mig-9 (acima).
*
A criação de uma nova força aérea composta por jatos também forçou os conservadores soviéticos a desenvolver aviões de treinamento a jato, como o Yakovlev Yak-23 acima, capazes de treinar novos pilotos contra um novo provável aversário...
*
EUA
Apesar de terem testados outros modelos durante a 2° Guerra, os norte americanos adotaram o P-80 Shooting Star da foto acima como caça a jato de superioridade aérea e o Republic F-84 Thunderjet como avião de combate padrão, ambos do período pós guerra.
Republic F-84 Thunderjet
*
Guerra da Coréia 1950-1953
Com o início dos combates aéreos na Coréia, os norte americanos se defrontaram com seu maior pesadelo, um caça de combate adversário superior, o Mig-15 (acima).
*
O Mig-15 mostrou-se extremamente superior aos P-80 da USAF nos combates aéreos do início da Guerra da Coréia.
Tudo que o esquisito Mig-9, de produção inicial, possuía de defeitos e problemas serviram como lição aos soviéticos para criarem um avião de combate de superioridade aéra, limpo, rápido, manobrável e fácil de ser construído.
*
A utilização do Mig-15 na Guerra da Coréia forçou a USAF a iniciar suas operações com o F-86 Sabre (acima, voando atás de um Mig-15) antes do previsto, só assim a USAF retornou por pouco tempo a superioridade aérea nos céus.
*
Fim da 1° Geração
O fim da 1° geração foi quando a URSS introduziu o transônico Mig-17 (acima), que basicamente era um Mig-15 aperfeiçoado, com desempenho superior ao Sabre da USAF. Vendo um futuro para a aviação de combate mundial, os EUA dão a parti daí o primeiro salto para a 2° geração de caças de combate...
continua em 2° geração de aviões de combate
***


Nenhum comentário:

Postar um comentário