Pesquisar

sábado, 6 de julho de 2013

Yakovlev Yak-38 em combate no Afeganistão

Sempre li e pesquisei sobre a utilização de aeronaves de combate russas e soviéticas em combate real, porém esses dias, pesquisando a net achei um assunto interessante... Jamais fazia idéia que o Yak-38 tivesse sido utilizado na Guerra URSS/Afeganistão (1979-1989).
O Yakovlev Yak-38 foi o único caça naval soviético, implantado em 1976 a bordo do cruzador porta aeronaves Kiev (Projeto 1143 Krechyet). O avião veio como uma proposta similar ao britânico Harrier, projetado para VTOL (pouso e decolagem vertical).
*

 *
Diferentemente do Harrier que possuía uma variante de combate aéreo e interceptação, equipada com radar, o Yak-38 tinha apenas a capacidade de ataque dentro do campo visual do piloto, além de contar com mísseis infra vermelho R-60 para auto defesa ou destruição de pequenas aeronaves.

 O sistema de propulsão do Yak-38 também era completamente diferente do Harrier, pois o mesmo apresentava dois pequenos motores auxiliares atrás do cockpit, que lhe reduzia muito a capacidade interna de combustível e aumentava significativamente o peso e o consumo.
*

Mesmo assim, o Yak-38 ainda teve um proposto sucessor, o Yak-141, do final dos anos 80, que futuramente veio a ter sua tecnologia repassada ao F-35 Lightning II.
*
Acima o vídeo que encontrei no youtube sobre a ulitização desse avião durante a Guerra URSS/Afeganistão.
*
Durante o conflito, o avião fez alguns vôos de reconhecimento e poucas missões de ataque, pois teve grandes problemas de super aquecimento, já que o mesmo foi projetado paraser usado nos gelados mares do hemisfério setentrional.
*
Na foto acima, ainda na URSS, um Yak-38 é pintado em uma cor diferente (camuflado) do usual naval (azul) antes de ser levado ao Afeganistão.
*
Em 1981 a VMF recebeu também uma versão de treinamento biplace denominada Yak-38U.
*
O Yak-38 continuou em serviço na VMF até 1991, quando foram todos aposentados com a queda da URSS. Os últimos em serviço foram os Yak-38M (acima), que entraram em serviço em 1985, com um motor mais possante, o avião atingia cerca de 1280 km/h.
*

Ao todo foram produzidos 148 Yak-38, 50 Yak-38M e 38 Yak-38U.
*

Hoje ainda se encontram vários remanescentes em museus e bases militares na Rússia, além de alguns expostos no Parque Temático Minsk World na China (foto abaixo).

Características:
comprimento: 16,37m
envergadura: 7,32m
altura: 4,25m
área alar: 18,5m²
peso vazio: 7.385kg
peso máximo de decolagem: 11.300kg
potência do motor principal: 66.7kN
potência dos motores auxiliares para VTOL: 31.9kN (cada)
velocidade máxima: 1.280km/h
alcance: 1.300km
teto de serviço: 11.000m
taxa de subida: 75m/s
*
Armamento:
4 cabides nas asas para uma variedade de armas, sendo possível o transporte de 'pods' com um canhão UPK-23-250 (1 cano, 23mm, 250 projéteis), mísseis ar-ar guiados a infravermelho R-60, bombas de 250 ou 500kg e até mísseis guiados por comando Kh-23.
 *

2 comentários:

  1. Sempre gostei do Harrier e sempre admirei o Yakovlev, interessante é que nesses tempos de espionagem explícita, com alguns países "chocados" com as recentes revelações,Oh, Meu Deus, como é possível?!!!!! que nunca podiam imaginar que seus e-mails estão sendo monitorados, agoram vejam este exemplo do Flávio, de espionagem descarada, o Yak é cópia descarada do inglês, que inventou e desenvolveu o caça STOL, a única diferença que os russos inventaram, para não ficar uma cópia pirata EXATA, são os dois motoreszinhos atrás do cockpit, mas vejam que o efeito é o mesmo, acontece que os russos não tinham um poderoso motor Rolls-Royce para fazer a sustentação frontal, de resto é uma cópia, feita através de espionagem massiva, mas os EUA é que são maus...

    ResponderExcluir
  2. Acho interessante a semelhança de alguns aviões soviéticos com os ocidentais, por exemplo, é fácil ver um F-15 em um Mig-25, tb é fácil ver um B-1 em um Tu-160, da mesma forma que é muito fácil tb ver um Yak-141 em um F-35, porém não consigo determinar onde vc vê semelhanças entre o Yak-38 e o Harrier... será na fuselagem ? nos trens de pouso ? nas saídas dos motores ? na posição da asa ??? enfim, para mim são aviões totalmente diferentes, exceto pela sua função, que era o pouso e decolagem vertical.

    ResponderExcluir