Pesquisar

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Lockheed Martin F-22 Raptor em missão real

Um F-22 Raptor voa ao lado de um T-38 Talon na Base Aérea de Langley, ambos da USAF
*
 Já comentei aqui no blog sobre o Lockheed Martin F-22 Raptor, pois apesar de gostar de aviões russos, não sou hipócrita em negar a superioridade do Raptor sobre qualquer outro avião de combate, em uma situação real de guerra. O Raptor não é um caça limitado e pequeno como o F-35 Lightning II, mas sim um caça de grande porte (foto acima), o mais pesado dentre todos caças multifuncionais.
 O Raptor tem a vantagem sobre os russos por possuir uma baixa assinatura de radar, isto é, o Raptor é um caça "stealth" (furtivo), mas não 'invisível' como é chamado pelos leigos.
 Iluminado por um radar, o Raptor, um caça de 19 metros e 29 toneladas dependendo da posição pode ser semelhante a um pássaro ou pequeno míssil. Dependendo da fonte pela net, o RCS (seção transversal de radar) do Raptor gira em torno de 0,00015m² a 0,006m², porém estimativas mais realistas apontam que o mesmo tenha uma média de 0,3m² devido a seus dois grandes tanques auxiliares de 2.270 kg cada.
 Diferentemente do F-117 Nighthawk e do B-2 Spirit o Raptor é um avião que pode ser utilizado em quaisquer condições, já que não necessita de cuidados especiais como hangares climatizados e hermeticamente fechados como os outros dois citados, assim sua furtividade também é menor.
 Devido a essa grande vantagem sobre os outros 'stealth' mais antigos da USAF, o Raptor pode usar hangares convencionais e ser usado a partir de bases aliadas aos EUA sem nenhuma preparação especial.
 Na primeira metade desse ano, com as ameaças constantes da Coréia do Norte sobre um 'possível' ataque, vários F-22 Raptor foram transferidos dos EUA para o Japão:
 A maior parte dos Raptores transferidos ficou na base japonesa de Kadena em Okinawa:
 A base de Kadena é praticamente o 'quintal de casa' para as aeronaves da USAF, já que a mesma é usada à muito tempo pelos EUA.
 Acima o pessoal da USAF em prontidão na base de Kadena, notem mais tanques auxiliares dos Raptors.
 Não posso afirmar com certeza o pq do Raptor usar dois tanques de 2.270 kg cada, pois de acordo com o material publicado pela net, os tanques reduzem a eficiência da camuflagem 'stealth' em uma taxa de 62 a 70%, dependendo de como o F-22 é iluminado pelo radar inimigo.
 Acima e abaixo, um F-22 Raptor em Wake Island durante o trajeto dos EUA até Okinawa no Japão.
 Visto de frente, mesmo com os dois enormes tanques, a seção de radar do Raptor, assim como de qualquer outro caça é bem menor.
 Acima, os F-22 em Guam.
 Também durante o trajeto, os F-22 na base de Hickam no Hawaii.
 Talvez devido a seus grandes e possantes motores e sua limitada capacidade de combustível interno que o Raptor necessite desses tanques.
 Comparado a um caça similar, a capacidade de combustível interna do Raptor é cerca de 63% de um F-15C Eagle ou 55% de um Sukhoi Su-35S, assim seu alcance mesmo com os dois tanques auxiliares fica em torno de 2.960 km.
 Acima um F-22 Raptor na Base dos USMC em Iwakuna no Japão.
*
Sem dúvidas o único problema físico do Raptor é o fato do mesmo não poder executar uma missão real sem o auxílio dos tanques externos... Pode parecer que o Raptor estava usando os tanques auxiliares nas ilhas da Oceania e no Japão devido as longas distâncias, mas mesmo quando foi usado em missão real, a partir da base da USAF no Alasca (AK), o F-22 também precisou de tanques externos:
 Os F-22s baseados no Alasca (AK) foram usados em missão real de interceptação em 22 de novembro de 2007, quando escoltaram um Tupolev Tu-95MS da VVS (Força Aérea Russa) voando próximo ao espaço aéreo norte americano.
 As imagens são reais, sem photoshop e facilmente encontradas pela net:
 Em todas é possível observar o raptor com seus tanques auxiliares:
*
Mais sobre o assunto em:
*
Estou fazendo uma pesquisa com os leitores do blog, se vc acha o Raptor o melhor caça do mundo e quiser participar:
*
Qual avião de combate que vc mais gosta ?
***

8 comentários:

  1. Parabéns pelo seu blog, muito bom, visito sempre.
    Quando puder visitar, eis o meu: http://vegakosmonaut.blogspot.com.br/
    Abraço e parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom é o seu ! Escrevo alguma coisa só quando estou de férias como passatempo. Já estou te seguindo. Abraços.

      Excluir
  2. Aprendi mais uma coisa aqui sobre o Raptor, realmente usam tanques subalares em profusão, gostei muito de ver as fotos, sendo certo dizer que o usam para transferência entre países (grandes distância) e patrulhas em que não importa ficar stealth na frente do inimigo, é uma limitação, mas deve compensar em combate real. Li que a grande vantagem num combate entre caças é que ele acerta o inimigo quando ainda está muito longe, não dando chance de o inimigo chegar perto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carlos não tenho o conhecimento o suficiente para afirmar que o Raptor só usa os tanques para vôos de grandes distâncias ou para "missões de menor importância" como vc citou. O que sei é baseado na lógica e física simplesmente. Sendo redundante em relação ao texto da postagem, o Raptor é O MAIS PESADO DENTRE TODOS CAÇAS, TEM BAIAS INTERNAS, QUE REDUZEM A CAPACIDADE DE TRANSPORTE DE COMBUSTÍVEL, TEM UM SUPER MOTOR PARA SUPERCRUISE, o resultado não poderia ser outro a não ser usar dois tanques auxiliares de 2.270 kg para ter apenas 60% do alcance de um F-15. O fato é que independente de missões especificadas por ti, ele usa mesmo tanques auxiliares, só não usa quando faz acrobacias aéreas nas demonstrações públicas e promocionais (sendo triplamente redundante).

      Excluir
    2. oi flavio com erteza o f22 eo melhor CAÇAS,ja feito nos nosso tempos pesquisei sobre esse CAÇAS, e fiquei imprecionado vejo tambem qu o preco e bem alto o que fez a usaf a opitar pelo f35 e limitar a encomenda do f22 abrancos lido seu blog

      Excluir
  3. Caracas .... se tiver avião assim é Venezuelano???

    Blz ... tou amarrado no seu blog ... é simples, compacto, do jeito certo

    ResponderExcluir
  4. O f22 é ainda o melhor caça que existe sim, na década passada, a usaf fez combates simulados com f16, F15, é na monstruosa maioria das vezes os raptors saíram vitoriosos, até a curta distância, com muito pouco de f22 com muitos f15 e f16 pilotados por veteranos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele vetora empuxo, no dogfigth é covardia enfrentar um avião com os nozzles fixos.

      Excluir