Pesquisar

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Futuro da Marinha Russa - julho 2013

video
O vídeo mostra a popa do LHD Vladivostok já em mar aberto à caminho de St. Nazaire na França.
*
Mais sobre o LHD Vladivostok em:
*
Fragata Admiral Gorshkov
A fragata oceânica Admiral Gorshkov também está em processo final de construção, a foto acima é de maio desse ano, abaixo uma foto de 25/07/2013:
O navio de 4.500 ton. deverá fazer parte da Frota do Norte assim como seu casco irmão Admiral Kasatonov que está em fase de construção. Ao todo a VMF (Marinha Russa) pretende adquirir entre 15 a 20 navios desse tipo para equipar as frotas do norte e do Pacífico.
*
Fragatas Admiral Grigorovich
As fragatas da Classe Grigorovich se diferem das Gorshkov devido ao seu local de operação. A Gorshkov é maior, mais armada e está projetada para um maior desempenho e autonomia, já que sua função é executar missões oceânicas.
*
As Grigorovich (acima) são navios menores, com 4.035 ton. projetadas para operações no Mar Negro e no Mediterrâneo, consequentemente são bem mais "econômicas" que as Gorshkov.
*
Dois navios devem serem lançados ainda esse ano, a Admiral Grigorovich e a Admiral Essen (foto acima). Um total de 6 navios dessa classe está previsto para equipar a Frota Russa do Mar Negro.
*
Corveta Classe Buyan M
 A corveta Grad Sviyazhsk, da Classe Buyan-M de 949 ton. também se encontra quase terminada.
 A Grad Sviyazhsk será diferente de suas três irmãs anteriores por receber um lançador vertical (VLS) para mísseis Kalibr.
 O míssil Kalibr é uma variante do Klub destinada a ataque ao solo e anti navio, lançada de navios.
 Devido a grande dimensão do Kalibr, o VLS (vertical launch system) será instalado no topo da superestrutura.
 A Classe Buyan-M é projetada para o Mar Cáspio, onde a pequena profundidade dificulta o uso de navios de grande porte. Para evitar contato do hélice da embarcação com o fundo do Cáspio, a Buyan-M é montada não com hélices mas com hidro propulsores similares aos de um jetsky.
*
Se vc quer saber mais sobre esses navios e sobre o futuro da Marinha Russa veja também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário