Pesquisar

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Meteoro atinge a Rússia

Incrível a queda de um meteoro hoje em Chelyabinsk, que saiba nunca ocorreu um incidente desse tipo nessas proporções até hoje. Os danos causados pela passagem do meteoro deixaram cerca de 400 pessoas feridas, inclusive 3 em estado grave.
*
O vice presidente do Parlamento Russo Vladimir Zhirinovsky, que é ex-coronel do exército russo, chegou a comentar que "não são meteoros, mas testes militares dos EUA"
*
Certamente não é, mas entrada é muito similar, se não idêntica a de uma ogiva balística...

5 comentários:

  1. Poderia ser um teste russo mal sucedido, Flávio? Como é possível a entrada de um corpo desses sem ser percebido pela Nasa? Ok, eles podem errar, não serem perfeitos, mas me estranha o silêncio americano, não? Abs.

    ResponderExcluir
  2. Tem muita coisa mal explicada, coisa tipicamente russa, embora pessoalmente eu acredite em meteorito sim. Convém lembrar o acidente em Tunguska, na Sibéria, ocorrido em 1908, até hoje não esclarecido. Quanto à NASA não ter se pronunciado, acho que não caberia a NASA detectar tal evento, quando o objeto já está perto da Terra é o NORAD que monitora qualquer entrada no espaço aéreo americano e canadense, e se o meteorito passou sobre os EUA, com certeza eles saberiam onde ele cairia.

    ResponderExcluir
  3. Acho que seria interessante se ele passasse perto de Moscou, daí queria ver se a combinação DON2 + S-400 teriam efeito sobre um possível ataque dos EUA à Rússia com armas balísticas... Assim não haveria 'desculpas' do tamanho reduzido do objeto, por não detectá-lo antes da reentrada...

    ResponderExcluir
  4. Bem colocado, Flavio! Deveriam interceptar sim, ainda mais que o meteoro viaja em linha reta, sem ações evasivas, seria muito fácil abatê-lo com os SAMs de hoje. Li num jornal que algumas pessoas na Califônia viram a passagem dele a olho nu.

    ResponderExcluir