Pesquisar

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Estação de monitoramento espacial Volga

Não sou nenhum especialista nessa área, mas acredito que se a recente estação Volga, instalada na Bielorrúsia, que opera um radar AESA com alcance de cerca de '5.000km' deveria detectar a queda do meteoro.
*
O Volga faz parte de um novo complexo de radares eletrônicos que substituíram os analógicos montados na época da URSS e que não funcionavam mais desde o final dos anos 90. Só com a conclusão da estação Volga, a Rússia conseguiu completar seu programa de vigilância espacial, que tudo indica, ainda é ineficaz.

6 comentários:

  1. Concordo plenamente. E a Rússia tem um sistema de detecção de objetos em reentradas muito maior e mais amplo que os americanos, difícil conceber que qualquer coisa entre no espaço aéreo deles sem eles saberem. O problema é que do momento que vc sabe, só restam minutos para fazer alguma coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É né... mas poderiam ter detectado ao menos...

      Excluir
    2. Olha, eles detectaram sim, mas porque não fizeram nada é um mistério que somente daqui a 40 anos será (parcialmente) revelado...

      Excluir
    3. Sério ! Onde vc leu isso ? Não achei nada sobre a detecção antecipada do objeto.. se possível me passe o link ! valeu Carlos.

      Excluir
  2. Que tal uma reportagem sobre o submarino convencional S1000 Rússo /Italo, Sds.

    ResponderExcluir
  3. Olá Carlosarguscapopandragons, falarei mais alguma coisa sobre ele mais para frente, pois agora o que circula pela net tem muito boato e suposição.

    O projeto ainda está muito crú, pois nem o Amur ainda foi construído e a quase um ano não ouço mais falar do Sankt Petersburg e do Kronshdadt, portanto estou por fora do que a Rússia obteve após os problemas no AIP do St. Petersburg.

    Obrigado pela participação.

    ResponderExcluir