Pesquisar

sábado, 12 de janeiro de 2013

Fururo da Marinha Russa - Parte 8 - Belgorod

O K-139 Belgorod, o último dos Antey que está a 21 anos parado dentro do estaleiro Sevmash em Severodvinsk (Arkangelsk Oblast, norte da Rússia) será terminado como "submarino para missões especiais".
 O "monstro" de aço Belgorod é um dos cascos irmãos do malfadado Kursk que afundou em 2000, pertencentes ao Projeto 949A Antey de SSGNs. Após o colapso da URSS, ainda foram comissionados 5 dessas monstruosas máquinas que tem como finalidade principal a destruição das Forças Tarefa da US Navy, utilizando-se de um ataque maciço com mísseis hipersônicos nucleares do tipo P-700 Granit.
O Belgorod teve sua contrução interrompida no início dos anos 90 a cerca de 85% de sua conclusão. Em meados de 2006, foi anunciado que o casco seria reciclado, já que essa classe é atualmente os maiores submarinos em serviço, e sua operação é caríssima para um país com um PIB similar ao do Brasil.
Acima o Tomsk, o último dos Antey, comissionado em 1996 e ativo na Marinha Russa (VMF).
*
Recentemente foi divulgada pelo Governo Russo um programa para o término do Belgorod, não como SSGN, mas como submarino de "Missões Especiais", assim como o atual Orenburg, que supostamente carrega um mini-submarino, semi embutido na barriga.
O Orenburg como deve ser... pois nenhuma foto mostra detalhes da parte inferior do casco desse projeto secreto e de finalidade desconhecida.
Acima o Orenburg em Olenya Bay, onde se situa a Frota Russa de Submarinos do Mar do Norte.
O Orenburg foi reformado no início dos anos 2000, mas é um projeto antigo que utiliza o mesmo casco dos 667BDR Kalmar.
O Belgorod, terá uma tecnologia bem mais avançada, mas provavelmente transportará o mini submarino na parte inferior do casco, assim como supostamente é o Orenburg.
***
Só mesmo o tempo poderá nos dizer qual o futuro e qual a função exata tanto do Belgorod como desse tipo de submarino nuclear usado pela Rússia.
*

Nenhum comentário:

Postar um comentário