Pesquisar

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Sukhoi Su-27


Em 1976 a USAF introduziu o Mcdonnel Douglas F-15A Eagle, uma aeronave de combate sem precedentes, pois combinava a o desempenho de um interceptador, a capacidade de manobra de um Mig-17 e o armamento de um Phantom. Tal avião era capaz de manter a "superioridade aérea" em um campo de batalha para que outros aviões, navios ou veículos terrestres pudessem realizar suas missões dentro de um espaço aéreo seguro.
***
A URSS decidiu também produzir um avião similar, porém superior ao F-15A. Para isso o novo protótipo deveria ser mais manobrável e ter um sistema de mísseis de maior alcance. Assim o desenhista/projetista Pavel Osipovich Sukhoi criou o T-10 (abaixo) que fez seu vôo inaugural em 1977.
***
Sukhoi T-10
Lamentávelmente o criador não pôde ver sua criação vora pois Sukhoi veio a falecer antes do "debut" da aeronave.
***
O T-10 combinava o "tunel" entre os motores do F-14A Tomcat, a deriva dupla do Mig-25, asas e fuselagem do Mig-29 e capota em bolha do F-15A Eagle. Todas essas até então nunca aplicadas em um mesmo avião.
O T-10 mostrou se excepcional em todas funções, mas após a morte de Sukhoi, ainda recebeu algumas modificações durante os 7 anos antes da produção ser liberada. O T-10 ainda permanece em exposição no Museu de Monino.
***
Sukhoi Su-27S
Em 1984 a VVS (Força Aérea Russa) recebeu as primeiras unidades do Sukhoi Su-27S, que foi a designação adotada para o Su-27 original de pré produção, que era derivado do protótipo T-10.
***
O Su-27S foi mostrado pela 1º vez ao ocidente em Le Bourget, na França em 1989. A adoção do Su-27S pela VVS forçou os EUA a modernizarem seus F-15A, pois já sabiam eles que o Su-27S era muito superior em combate se comparado a qualquer outra aeronave ocidental.
***
O Su-27S ainda permanece em serviço em 11 países fora a Rússia, contra 3 do seu rival F-15 (todas versões).
***
Na Rússia, o Su-27S antigo deixou as fileiras da linha de frente da VVS para a reserva ou para a equipe acrobática "Cavaleiros Russos", que é até hoje a única equipe acrobática do mundo a utilizar aeronaves de superioridade aérea.
***

Do Su-27S derivou-se o Su-27UB, uma versão de treinamento, com um 2º assento em tandem, mas com total capacidade de combate.
***
Sukhoi Su-27UB
O Su-27UB(acima) é de propriedade particular e voa atualmente nos EUA, mas ainda são utilizados por ao menos 7 países mundo afora.
***
Nos EUA com a adoção do Su-27S pela VVS, iniciou-se uma série de programas para melhoramento da capacidade de combate do F-15A, assim a nova e atual versão o F-15C entrou em serviço. A resposta russa foi imediata com a produção do Su-27M, ou Su-27S melhorado.
***
Sukhoi Su-27M
Hoje mesmo com muitas aeronaves de superioridade aérea pelo mundo, não há nenhuma dentre essas que seja oponente tanto ao Su-27M ou ao F-15C (fora os da família Sukhoi), levando em consideração tanto sua capacidade de combate quanto sua quantidade ativa em serviço em seus respectivos países de origem. Como exemplo, citando o a RoyaL Air Force possui hoje somente 86 Typhoon contra 260 Su-27M da VVS e 260 F-15C da USAF.
***
O Su-27M é um caça puro, projetado para combate aéreo mas como o F-15C pode também executar missões secundárias de ataque e bombardeio.
***
Um dos grandes implementos na série Su-27M foi a utilização combinada de mísseis de longo alcance ao radar que possibilita engajar 8 alvos aéreos simultâneos.
***
O míssil ar-ar Vympel R-27 (acima) utilizado pelo Su-27M tem alcance de até 130 km, ou seja, quase duas vezes o alcance de um AIM-120 AMRAAM (72 km) transportado pelo F-15C.
***
Su-27UBM
O Su-27UBM é a versão "M" melhorada do Su-27UB. Com as mesmas características, o treinador biposto tem a mesma capacidade de combate de um Su-27M monoposto.
*
Su-27SM
Como parte do programa de modernização da VVS iniciado em 2007/2008, vários Su-27 antigos passaram por uma reforma, recebendo aviônicos, radar e motores novos. 
Existem várias divergências entre as fontes que citam a quantidade de Su-27M que passaram ao padrão SM (SM, SM2 e SM3), porém o número deve estar em torno de 50 a 75 caças.
O Su-27SM2 e SM3 possui basicamente os mesmos motores, radar e armas do novo Su-35S, seu cockpit foi totalmente reestilizado para acondicionar grandes monitores MFD (abaixo).
A esquerda o cockpit de um Su-27M e a direita o do Su-27SM
*
O programa de modernização da Força Aérea Russa prevê a modernização de todos Su-27 para o padrão SM3 até o final do ano de 2015.
*

Um comentário:

  1. Realmente em materia de desain o su-27 é superior alem é claro de ter sido um otimo caça,o rafale frances é muito bonito tambem da um aspcto de um falcão atacando.

    ResponderExcluir