Pesquisar

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Top 10 caças navais

1ºLugar: Boeing F/A-18E/F Super Hornet
O nosso primeiro da lista é o multifuncional de fabricação norte-americana, o Boeing F/A-18E/F que já foi o nº 4 no "Top 10 os melhores aviões de combate". Clique no link abaixo para mais informações sobre essa máquina:
Top 10 os melhores aviões de combate
...
2º Lugar: Mikoyan Mig-29K
 O Mig-29K é a versão naval do Mig-29, o modelo utiliza os mesmos aviônicos e armas dos Mig-29SMT e Mig-29UPG, porém com um novo radar, novos MFD no cockpit e uma série de avanços tecnológicos. Destaca se também o aumento de potência de 700 kg/f em cada motor.
Mais sobre o Mig-29SMT:
link: Top 10 aviões de combate médio
A versão naval apesar de ainda não estar operacional e porta-aviões já foi entregue à Marinha Indiana que ainda tem algumas unidades a receber e à VMF que provavelmente substituirá os Su-33 no porta aviões Admiral Kuznetsov após sua reforma prevista para esse ano.
Confira mais clicando nos links abaixo:
Mig-29UPG para Índia
Porta Aviões INS Vikramaditya
Porta Aviões Admiral Kuznetsov visita a Síria
Porta Aviões Admiral Kuznetsov
...
3º Lugar: Rafale M
 O Rafale M é a versão naval do novo multifuncional francês Rafale C que ocupa nossa 10º posição nos "Top 10 os melhores aviões de combate".
link para mais informações:
Top 10 os melhores aviões de combate
...
4º Lugar: F/A-18 Hornet
O caça naval Mcdonnel Dougla F/A-18 é o nosso 2º melhor avião de combate médio, confira mais no link abaixo:
Top 10 aviões de combate médio
...
5º Lugar: Sukhoi Su-33
O Sukhoi Su-33 é uma aeronave concebida na época da Guerra Fria, similar aos aposentados Grumman F-14D Tomcat da US Navy, portanto apesar de sua capacidade de interceptação superioridade aérea, o avião não recebeu muitas melhorias até então, sendo assim, sua capacidade de ataque é limitada. Mais sobre o Su-33 nos links abaixo:
Top 10 os melhores aviões de combate
Porta Aviões Almirante Kuznetsov visita a Síria
Porta Aviões Almirante Kuznestov
...
6º Lugar: AV-8B Harrier II
O AV-8B Harrier II é a versão norte-americana do inglês Sea Harrier, porém com inovações tecnológicas que o otimizaram para missões ar-terra e anti-navio. O AV-8B foi o nosso 7º colocado na lista dos "Top 10 aviões de combate médio", mais sobre ele e aeronaves de mesma categoria:
"Top 10 aviões de combate médio"
...
7º Lugar: Sea Harrier
O British Aerospace Sea Harrier é sem dúvida uma conquista notável da aviação, pois ele vem de uma linhagem de aeronaves STOVL / VTOL desde a década de 60. Todos os aviões desse tipo em serviço são derivados dessa mesma linhagem, que apesar de subsônica, se mostrou eficiente em combates desde a Guerra das Malvinas em 1982 até a pouco tempo. Hoje devido ao grande avanço tecnológico do combate aéreo, o Sea Harrier necessita de um sucessor, o F-35 Lightning II que vem sofrendo um atraso na entrega desde 2004.
...
8º Lugar: Sukhoi Su-39
O Sukhoi Su-39 é uma aeronave de ataque subsônica embarcada desenvolvida para operar a partir do porta aviões Admiral Kuznetsov. Seu projeto origina-se no treinador Su-25UTG que por sua vez deriva-se do avião de ataque Sukhoi Su-25, largamente empregados em conflitos desde a Guerra da URSS como Afeganistão. O Su-39 ainda não está 100% operacional, mas com a nova reforma no Admiral Kuznetsov é bem provável que o avião entre em serviço.
Almirante Kuznetsov visita a Síria
Almirante Kuznetsov
...
9º Lugar: Super Etendard
O Dassault Super Etendard é um avião de ataque desenvolvido pela França e utilizado pela marinha francesa e pela Argentina. Apesar de transportar um radar de mapeamento e localização de alvos em solo, o Super Etendard não possui a capacidade de combate. Mesmo assim a aeronave tem seus méritos obtidos em missões durante a Guerra das Malvinas em 1982.
...
10º Lugar: A-4 Skyhawk
O Mcdonnel Douglas A-4 Skyhawk não é um caça, ou seja, não é uma aeronave de combate e sim uma aeronave de ataque. Só a Marinha do Brasil utiliza esse avião para missões de caça. O A-4 não possui radar, portanto deve ser orientado até a zona de combate com informações transmitidas por outra fonte (navios, helicópteros, outros aviões, etc). Como o radar é essencial no rastreamento e engajamento de alvo para mísseis BVR, o A-4 limita-se a um combate dentro do alcance da visão, utilizando-se de mísseis guiados a IR e claro, em velocidades subsônicas, já que o A-4 é uma aeronave subsônica.
*
Se vc quiser ajudar o blog para que possa postar mais sobre seu avião de combate favorito, não deixe de votar em:
Qual avião de combate que vc mais gosta ?
...
Tabela com dados comparativos

7 comentários:

  1. Acho que o F-14 Tomcat cabia nesta lista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certamente se ele estivesse em serviço seria sem dúvidas o 1° da lista !

      Excluir
  2. o f-14 tomcat ainda continua em serviço na força aerea iraniana, foram adquiridos dos EUA antes da revolução islamica 80 unidades, cerca da metade ainda estão operacionais até hoje, não na marinha porque o irã não possui porta aviõesm mas certamente é um baita caça interceptador embarcado

    ResponderExcluir
  3. E o nosso A-4 Modernizado? vai ganhar radar e link de dados?

    ResponderExcluir
  4. Onde está o f-14 Tomcat ? Trocaria pelo su-33.

    ResponderExcluir
  5. Onde está o f-14 tomcat? Eu trocaria pelo su-33.

    ResponderExcluir