Pesquisar

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Mig-29M2 para Síria

A muito tempo é lido na net que a Síria pretendia adquirir novos aviões de combate, dentre eles cogitou-se a possibilidade da compra do Mig-31 porém o governo israelense com o apoio dos EUA conseguiram impor à ONU uma medida de sanções a Síria caso tal compra fosse efetuada.
Para evitar as sanções a decisão de compra caiu sobre o mais recente Mig-29M2, ou seja, a 2º versão do Mig-29M já conhecido. A foto abaixo é do 1º Mig-29M2 durante os testes de vôo, antes de ser entregue à Força Aérea Síria:
 O Mig-29M2 foi mostrado ao público pela primeira vez em 2007. Apesar do modelo não utilizar-se de tecnologias stealth, o avião possui uma série de características que o tornam similares aos mais modernos caças ocidentais, dentro de sua categoria, como o Rafale, o Typhoon e o F/A-18 Hornet.
 A Aeroindia de 2009, o Mig-29M2 com algumas variantes do seu armamento
 Além da capacidade de combate aéreo e ataque ao solo, o Mig-29M2 pode também utilizar-se de armas anti-radar, como o míssil hipersônico Kh-31 (acima à esquerda).
 A combinação de armas e motores é complementada pelo novo radar Zhuk-A, que possui um alcance similar ao anterior Zhuk-ME, de 300 km contra alvos de grande porte, mas diferentemente do modelo ME, o Zhuk-A pode localizar pequenos alvos de solo, como um veículo blindado a mais de 60 km, um caça a cerca de 200 km e o potencial de rastrear 30 alvos simultâneos, podendo engajar e destruir 8 simultâneamente.
 A evolução do radar culmina em uma mudança na aparelhagem para seu uso, assim o cockpit do Mig-29M2 também muda em relação ao Mig-29SMT.
 Displays do tipo MFD no cockpit de um Mig-29M2
Mais sobre o assunto:

2 comentários:

  1. ESSE MIG PARA O BRASIL COM TOTAL TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA EU PARTICULARMENTE PREFIRO ELE QUE O GRIPEN

    ResponderExcluir
  2. ESSE MIG PARA O BRASIL COM TOTAL TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA EU PARTICULARMENTE PREFIRO ELE QUE O GRIPEN

    ResponderExcluir