Pesquisar

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Futuro da Marinha Russa (VMF) parte 3

Navios de desembarque: 
Todos navios de desembarque da VMF são da época da URSS, muitos deles eram contruídos na Polônia para deixar os estaleiros soviéticos livres para a construção de navios prioritários, como porta aviões, cruzadores, etc. Hoje a VMF conta com 14 desses navios antigos, que são utilizados frequentemente no transporte de tropas, equipamentos e mantimentos por todo vasto e inacessível litoral russo.
Para isso foi criada a nova classe de navios de desembarque conhecida como Projeto 11711 Ivan Gren, o navio terá uma capacidade de transporte de 13 tanques MBT ou 36 veículos blindados para transporte de tropas ou ainda 300 fuzileiros navais. Um está atualmente em construção de 6 previstos.
...
navio de desembarque francês Mistral
 ...
Em dezembro de 2010 a Rússia anunciou a compra de dois navios da Classe Mistral de fabricação francesa para fazer parte da VMF. A compra incluiu um contrato de transferência de tecnologia e a construção de possíveis mais dois navios em estaleiros na Rússia.
 
O motivo da venda resume se em que a Rússia necessitou de um navio desse tipo durante a Guerra da Georgia em 2008, mas para começar iniciar o projeto do ponto zero é caro, demorado e trabalhoso, portanto a melhor escolha é a compra.
Quando o Mistral visitou St. Petersburg um helicóptero Kamov Ka-52 pousou em seu convés para testes, o Ka-52 é o mais moderno helicóptero de ataque do mundo, confira mais sobre ele em: Top 10 Helicópteros de Combate.
O Ka-52 ainda não é definitivamente um helicóptero naval, mas como continua sendo testado pela VMF em embarcações é provável que o mesmo venha a ser utilizado na Classe Mistral como helicóptero de apoio aéreo, como hoje é realizado nos EUA pelos Bell Super Cobra.
...
Corvetas:
 De uma série de 6 encomendadas, duas corvetas da Classe 21630 Buyan já estão operacionais no serviço para qual foram criadas, patrulhar o Mar Cáspio. A classe incorpora um sistema para 8 mísseis Klub, anti navio ou para ataque a alvos terrestres, lançadores de foguetes, um canhão automático de dupla finalidade de 100 mm, dois CIWS (6X30) e um sistema de defesa aérea com mísseis guiados a IR.
...
A Classe Steregushchy será a responsável pela substituição das 48 corvetas da Classe 1124 Albatroz quando dessas, os modelos mais antigos, forem sendo desativados. A Steregushy possui um completo sistema de armas silimares aos utilizados pelas fragatas da Classe Gorshkov e um hangar para um helicóptero. Suas capacidades são diferentes da Classe Buyan, pois as Steregushchy poderão executar missões costeiras e oceânicas. Duas estão ativas, uma em fase final de testes a ser comissionada esse ano, duas em construção de um total de 20 planejadas.
...
Mais: Futuro da Marinha Russa (VMF) parte 4

Nenhum comentário:

Postar um comentário