Pesquisar

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Futuro da Marinha Russa (VMF) parte 2

Destróieres:
Nastoychivyy (projeto 956 Sarych) em serviço atualmente no Mar Báltico
...
A Marinha Russa atualmente opera 12 destróieres, 6 otimizados para ASW (Guerra anti-submarina) e 6 para destruição de navios. O programa de modernização não inclui a construção de mais destróieres, porém a VMF mantém 3 destróieres do Projeto 956 Sarych na reserva por falta de equipamentos mais avançados. 
...
Fragatas: 
Com 5 fragatas em serviço, a VMF necessita urgente de uma nova classe, pois dessas três se encontram na Frota do Mar Negro. A FSB também utiliza-se de fragatas para patrulha costeira, sete da Classe Nerey, porém esses navios tem como finalidade a patrulha das costas e mares da Rússia assim como a interceptação de pequenos aviões e barcos, devido a seu armamento "light" a Classe Nerey não é funcional em caso de guerra, onde terá que enfrentar navios, submarinos, aviões e helicópteros especializados em combate anti-navio.
fragata da Classe Nerey da guarda costeira russa
 ...
O novo programa da VMF prevê a construção de duas novas classes de fragatas, que terão a capacidade de operar independentemente da frota, com mísseis anti-aéreos, anti-navios e anti-submarinos, a primeira delas será a Classe Admiral Grigorovich que é um aperfeiçoamento da Classe Talwar fabricada para a Índia.
A Classe Admiral Grigorovich terá um sistema VLS para 8 mísseis 3M54E Klub antinavio, que com 200 km de alcance e velocidade terminal de mach 2,9, supera qualquer similar ocidental. O sistema anti-aéreo utilizado é o 9M317 Buk, com alcance de 45 km contra aeronaves e 12 km contra mísseis antinavio.

Acima uma fragata da Classe Talwar, similar a russa. Com tecnologias stealth as 6 novas fragatas com 4035 t complementarão a Frota do Mar Negro.
Duas fragatas Admiral Grigorovich já se encontram em construção, das 6 encomendadas.
...
 
A classe de fragatas Guepard foram desenvolvidas exclusivamente para missões no mar Cáspio, a  nova fragata que possui tecnologias stealth conta com 1 operacional, 1 em testes e 3 em construção de um total de 6 encomendadas. A fragata Guepard conta com um completo sistema de defesa anti aérea, morteiros e torpedos anti submarinos e mísseis Kh-35 Uran anti navio disparados em um módulo VLS.
...
A última classe de fragatas são as Admiral Gorshkov, que também utilizarão inovações no design, devido ao largo emprego de tecnologias furtivas. A Admiral Gorshkov será uma fragata diferente da Grigorovich por possuir a capacidade de operar independente, sem o apoio ou auxílio de outros navios de guerra. Com um deslocamento de 4500 t as novas fragatas poderão realizar missões de patrulha oceânicas, diferentemente da Classe Guepard, como fazem atualmente as duas fragatas da Classe Neustrashimyy utilizadas pela VMF.
A Classe Admiral Gorshkov utilizará-se de um sistema VLS para o lançamento de mísseis Oniks, Klub e uma variante naval do S-400 Triumph utilizado para a defesa aérea de Moscou.
Uma das 20 encomendadas já está em testes no mar, outra em construção. Quando a Admiral Flota Sovetskovo Soyuza Gorshkov for comissionada esse ano, será a mais nova e poderosa fragata em operação no mundo.
...
Mais: Futuro da Marinha Russa (VMF) parte 3

Nenhum comentário:

Postar um comentário