Pesquisar

domingo, 6 de novembro de 2011

Base secreta de submarinos

Construída pelo governo Stalinista na década de 50 a base de submarinos de Balaklava, na Criméia, região de Sevastopol (Ucrânia), foi uma instalação super secreta digna dos filmes de James Bond. A instalação era tão secreta que as famílias dos construtores e militares que lá serviam não podiam visitar seus parentes. Seu acesso só era possível por um canal submerso, protegido por portas e placas de titânio com inacreditáveis seis metros de espessura e que deveriam garantir a sobrevivência da base mesmo no caso de um ataque nuclear. Depois do colapso da antiga União Soviética, a falta de manutenção e verbas fez com que ela fosse desativada e abandonada em 1995. Em 2005 a empresa de arquitetura britânica Wintersgill, iria ser a responsável por transformar o impressionante complexo militar em museu.






























A base de submarinos estava operacional até 1993. A base manteve-se operacional após o colapso da União Soviética em 1991, até 1993, quando o processo de desativação começou. Este processo viu a remoção das ogivas e de baixo rendimento torpedos. Em 1996, o último submarino russo deixou a base, que está agora aberto ao público para visitas guiadas ao redor do sistema de canais, a base, e um pequeno museu, que agora está no armazém de munição no fundo da encosta.
...

Um comentário:

  1. Cada vez que eu vejo esse site fico mais impressionado e assustado com as façanhas dos russos,a Rússia é mesmo uma caixa preta.

    ResponderExcluir