Pesquisar

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Top 10 Aviões de Combate - Caças Médios

 ...
Como já fiz o Top 10 dos melhores aviões de combate, onde os caças médios não entraram, pois a diferença de capacidade é grande de uma aeronave de superioridade aérea para um caça médio, como pode ser vista acima na foto da IAF onde um Mirage 2000 é acompanhado por um Sukhoi Su-30MKI. Como no Top 10 anterior avialia-se não só o desempenho, armamento e tecnologia, mas preço, quantidade em serviço, operadores e quantidade ativa. Se vc tem curiosidade em saber quais foram os maiores aviões de combate já produzidos acesse o Top 10, os maiores aviões de combate.
...
1º Lugar Mikoyan Mig-29SMT
*
Seria injusto se o 1º Lugar fosse dado a uma aeronave que o alcance dos seus mísseis não atingissem mais de 120 km. O Mig-29SMT é a evolução do Mig-29S, criado a mais de 12 anos, o padrão SMT vem sendo aplicado como upgrade para os Mig-29 da VVS, IAF e da Força Aérea Argelina. Com a combinação de 8 mísseis R-27 e R-77, o Mig-29SMT utiliza um radar com alcance máximo de 300 km que pode rastrear até 10 alvos simultâneos e engajar 4 ao mesmo tempo, dentre todos os caças leves o Mig-29SMT é o que tem o maior poder de fogo, pois é o mesmo do Mig-29M2 que ainda não está operacional. O radar Zhuk-ME disponível para esse avião tem a capacidade de combate aéreo, ataque ao solo e ataque marítimo, tornando assim o Mig-29SMT uma aeronave de combate multifuncional.
Como característica marcante o Mig-29SMT tem a melhor razão de subida dentre todos os caças médios.
...
2º Lugar McDonnel Douglas F/A-18 Hornet
*
O F/A-18C Hornet é a mais temível aeronave de combate médio produzida no ocidente, merecendo assim o 2º Lugar. Na foto o F/A-18C mostra sua capacidade de transportar 10 mísseis AIM-120 AMRAAM e 2 AIM-9 Sidewinder. Apesar de não ser a carga padrão para combate de 6 mísseis, a combinação do radar multimodo Hughes APG-73 + AIM-120 é uma arma letal a qualquer adversário que adentre a área de ação de 80 km do míssil. Hoje 771 caças F/A-18 dos modelos A/B/C e D estão em serviço em 5 forças aéreas no mundo.
...
3º Lugar General Dynamics F-16 Fighting Falcon
*
Depois de duras lições aprendidas durante a Guerra do Vietnã, a USAF requisitou uma aeronave que fosse capaz de executar missões de interceptação e combate corpo a corpo, pois na Guerra muitos F-4 Phantom com armamento muito superior foram abatidos por Mig-17 só com canhões, devido à sua grande manobrabilidade e otimização para o combate corpo a corpo.
*
*
A como resposta a USAF recebeu seus primeiros F-16 em 1978 quando eram armados com mísseis Sidewinder e Sparrow, os mesmos do Phantom. O F-16 foi a aeronave de combate mais ágil até o aparecimento do Mig-29. Mesmo assim após 33 anos de sua entrada em serviço o F-16 se mostrou a aeronave de combate mais confiável da atualidade, hoje com mais de 4900 unidades produzidas, o modelo é utilizado por 25 países e conta com uma frota de mais de 1900 aviões operacionais.
*
*
O F-16C mais moderno opera um radar otimizado para combate aéreo, porém alguns modelos podem também operar radares multimodo, permitindo assim o uso de armas de ataque. No F-16 é possível o transporte de até 6 mísseis para combate aéreo, sendo 2 AIM-9 Sidewinder e 4 AIM-120 AMRAAM.
*
*
Com todas essas características, o F-16C recebe o 3° Lugar pois apesar das modernizações, em vários países que o utilizam junto com aeronaves de superioridade aérea, o F-16 recebe missões secundárias em muitas vezes o caça é relegado somente a missões de ataque. Devido a seu projeto antigo e limitado, o F-16 fica restrito a seu próprio tamanho e design, onde otimizações aumentam o arrasto aerodinâmico e a seção tranversal de radar, como pode ser visto no upgrade block 52 acima.
 ...
4º Lugar Chengdu J-10
*
A nova proposta chinesa de caça médio, o Chengdu J-10 entrou em serviço em 2005 e até hoje 190 aeronaves desse tipo fazem parte da PLAAF - Força Aérea do Exército de Libertação Popular da China. O J-10 em como função suceder o J-7 que devido ao design antigo, a aeronave era incapaz de se igualar a seus concorrentes. Além do baixo custo, o J-10 recebeu também um design totalmente novo e revolucionário, incluindo armamento e radar multimodo.
*
*
O J-10 complementará a frota de J-11s da China, como sendo o avião relegado a missões de menor importância. O Paquistão também possui uma encomenda de ao menos 150 J-10. Levando em consideração a capacidade de produção em massa da China e o baixo custo da aeronave, é bem provável que em breve sua produção ultrapasse qualquer outra aeronave de mesma classe.
*
*
Apesar dos dados oficiais não serem divulgados, sabe-se da ótima capacidade de combate do J-10, que pode transportar em vôo fora de padrão até 8 mísseis como na foto acima.
...
5º Lugar Dassault Mirage 2000
Baseado no famoso e eficiente Mirage III, o Mirage 2000 incorporou toda experiência do seu antecessor com a tecnologia de caça de 4º geração disponível na década de 80. Com o tempo o Mirage 2000 também recebeu um novo míssil, o MICA-EM que com radar ativo pode atingir alvos até 80 km de distância. Com 29 anos de serviço, 9 usuários e 595 unidades ativas, o Mirage 2000 receberia uma melhor posição se não fosse limitado a seu tamanho e design da década de 60. Outro detalhe que determinam a queda de sua posição em relação à outros modelos é sua substituição pelo Rafale.
...
6º Lugar Saab JAS-39 Gripen
 O top de linha da Suécia Saab JAS-39 Gripen é um excelente avião dentro de sua categoria levando em consideração aviônicos, armamento e tecnologia, porém devido ao elevado custo e tamanho reduzido não considero como sendo uma boa opção, principalmente para a FAB no programa FX-2. Outro fatores que não contribuem com o Gripen é a concorrência direta com o F-16 Falcon e o uso de tecnologias estrangeiras nos aviônicos e armamentos. Mesmo assim, o Gripen conta hoje com 5 usuários e 163 aeronaves ativas.
...
7º Lugar McDonnel Douglas A/V-8B Harrier II
Apesar de ser utilizado principalmente em missões de ataque, o Harrier já mostrou eficácia no combate aéreo na Guerra das Malvinas em 1982. Muitos não o consideram como sendo uma aeronave de combate, mas a combinação do radar APG-65 com os mísseis AIM-120 fazem dele um adversário a altura de qualquer outro avião de combate médio.
Hoje após 26 anos de serviço o Harrier é utilizado por 4 países, sendo que três deles ainda utilizam a versão de combate aéreo, o maior usuário é o USMC com cerca de 130 desses aviões em serviço. Mesmo tendo um desempenho inferior a todos outros caças médios, o Harrier tem a vantagem de decolar e pousar na vertical, e é o único com essa capacidade atualmente.
...
8º Lugar Mitsubishi F-2
Criado para substituir os antigos F-4EJ Phantom o Mitsubishi F-2 foi um desenvolvimento do F-16 fabricado totalmente no Japão, somente o motor foi importado dos EUA. Pode se dizer que tecnologicamente, em desempenho e armamento o F-2 é superior à qualquer versão do F-16 e também pode-se afirmar que o F-2 tem a melhor combinação de armas, desempenho e tecnologia se comparado a qualquer outro caça monomotor. Porém ele não cumpriu o papel de substituição dos Phantom devido a seu elevadíssimo custo, o F-2 custa hoje um valor equivalente a 4 X F-16C Block 52 ou 2 X Rafale C ou 90% de um Raptor. Devido ao valor, sua encomenda inicial era de 141 em 1995 quando ocorreu seu 1º vôo, em 1999 esse número já havia caído para 130, em 2008 a produção foi encerrada com 94 caças. Desses 94, 18 foram perdidos durante o tsunami de março de 2011. Só o Japão utiliza a aeronave com 76 F-2 ativos.
...
9º Lugar PAC JF-17 Thunder/ CAC FC-1 Xiaolong
O novo caça produzido pela China em conjunto com o Paquistão tem como característica pertencer a classe de caças leves, mas sua tecnologia e armamento o colocam em posição de combate a altura de qualquer caça médio. Ainda é cedo para dizer sua real eficácia, pois na China está ativo desde 2007 e no Paquistão 2010.
Alguns dados do fabricante em relação ao desempenho do radar são incoerentes, pois afirmam que o FC-1/JF-17 tem capacidade para rastrear 40 alvos e destruir 10 simultâneamente... Além de ser uma característica de uma aeronave de superioridade aérea (não de um caça leve), como que uma aeronave que transporta 4 mísseis pode abater 10 alvos simultâneamente ?
 ...
10º Lugar AIDC F-CK-1 Ching Kuo
Produzido na década de 90, o F-CK-1 foi uma resposta da República de Taiwan em relação ao embargo americano na venda de F-16 a um país que em breve estaria novamente sobre o controle da China.
O F-CK-1 é uma aeronave de tecnologia bem avançada, porém sua produção limitou-se a 130 aeronaves que são utilizadas pela Força Aérea de Taiwan.
...
Tabela comparativa
Na tabela acima, os dados comparativos básicos entre os Top 10 dos caças médios.
*
Se algum caças é seu avião de combate favorito, não deixe de votar em:
Qual seu avião de combate favorito

6 comentários:

  1. nao tem como ver a tabela...que pena

    ResponderExcluir
  2. O "Saab Gripen JAS" é tecnologicamente melhor que o "F-16 MLU" e a versão "Saab Gripen NG" tera motor mais potente e maior alcance, além de eletronica de fabricação brasileira.

    ResponderExcluir
  3. O "Saab Gripen NG" vai ser muito mais superior que os caças chineses.

    ResponderExcluir
  4. Sem teoria, na prática é F16 e mais 9...os números não mentem.

    ResponderExcluir
  5. Nesse top 10 você só contou os caças que já tem experiência e tempo comprovados? Não valeria contar os caças de última geração produzidos atualmente? Tipo o t50 pak fã, f22, su 47 etc...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriel, nesse post considerei apenas aviões médios, de categoria abaixo dos que citou. O T-50 ainda segue fase de testes, nem está operacional, então não é possível compará-lo com outros caças. O S37 (que vc chama de Su-47) foi um protótipo demosntrador de tecnologia, parece um caça, mas não é... ele não voa desde 2008 e está até hoje em exposição em Zhukovsky ou em Komsomolsk na Amur (conseguyi umas fotos recentes dele). O F-22 Raptor lidera a lista dos Top 10 dos melhores caças de combate, confira os "top 10" abaixo. Grato pela participação.

      Excluir