Pesquisar

segunda-feira, 6 de junho de 2011

K-407 Novomoskovsk

O SSBN Novomoskovsk é um submarino do projeto 667BRDM Delfin (classe Delta IV para a OTAN), alías o último desse projeto. Sua função é o ataque a cidades com mísseis balísticos intercontinentais (SLBM). O armamento principal usado atualmente são 16 mísseis R-29RMU Sineva, com 10 ogivas de 100kt cada e 11547km de alcance. Apesar da quantidade de mísseis ser menor que a da classe Ohio (24 mísseis) e a potência das ogivas serem menores que as do Trident D5 (SLBM usado pela classe Ohio), o alcance do míssil é muito grande, sendo que apenas um submarino necessita apenas estar na água para destruir mais da metade das capitais americanas.

O K-407 Novomoskovsk teve sua construção iniciada em 04/03/1988, seu casco foi lançado ao mar em 28/02/1990 e terminado em 27/11/1990. Todo trabalho foi realizado no estaleiro Sevmash no norte da Russia.

Em 06/08/1991 durante a operação militar estratégica da VMF de codinome Behemot-2, o K-407 lançou os 16 mísseis (na época o R-29RM de 8300km de alcance) com sucesso. Todos atingiram os alvos determinados no polígono de testes da Península de Kura. Essa operação foi realizada em 224 segundos, sendo que a média entre um disparo e outro foi de 14 segundos. Até hoje, esse é o record de lançamento de SLBMs de um submarino e tal exercício militar foi visto pelo ocidente como "Operação do Apocalipse".

O submarino assim permaneceu ativo na VMF até 2006, onde foi reformado para receber os mísseis R-29RMU Sineva. Entre o exercício Behemot-2 e sua primeira reforma, o K-407 lançou mais uma série de mísseis, incluindo dois mini satélites alemães em 1998. Em 2004 o submarino participou dos testes conclusivos do SLBM Sineva.

Em 19/03/1993 ocorreu um acidente entre um SSN americano e um SSBN russo, que se colidiram durante uma "suposta" perseguição. O fato é real, porém o SSBN russo em muitas publicações (antigas) é descrito como o Novomoskovsk, porém na realidade a colisão ocorreu entre o USS Grayling (classe Sturgeon) e o K-496 Borisoglebsk (projeto 667BDR Kalmar). O engano se deve a grande semelhança entre ambos, já que o projeto 667BDRM (K-407) é o 667BDR (K-496) melhorado M.

Veja mais sobre os submarinos da VMF em:

Sua última reforma se iniciou em novembro de 2008, onde o K-407 foi levado ao estaleiro para modernização total. Essa reforma foi finalizada em dezembro de 2011. Abaixo seguem as fotos do "re-lançamento" do K-407 Novomoskovsk:

Assim o K-407 Novomoskovsk estará em serviço na VMF servindo na base de Skalysti (baía de Olenya) até 2021.

Dados:

Nome: K-407 Novomoskovsk
Tipo: SSBN
Classe: projeto 667BRDM
Situação: ativo na frota do norte

Comprimento: 167,4 m
Boca: 11,7 m
Calado: 8,8 m
Deslocamento à tona: 11700 t
Deslocamento submerso: 18200 t
Propulsão: 2 reatores nucleares, 2 eixos 60000 hp total
Velocidade: 14 nós à tona e 24 nós submerso
Autonomia: de 80 a 90 dias
profundidade de mergulho: normal de 320 a 400 m e máxima de 550 a 650 m
Tripulação: entre 135 e 140

Armamento: principal 16 SLBM R-29RMU Sineva, secundário 4 tubos de torpedo de 533mm com recarga de até 18 torpedos e sistema de defesa antiaérea IGLA.


Nenhum comentário:

Postar um comentário